sexta-feira, 29 de julho de 2011

CRISTÃO SIM, RELIGIOSO NÃO!


Cristão Sim, Religioso Não!
"Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas!
 Pois que fechais os homens o Reinos dos céus: 
e nem vós entrais, nem deixais entrar
 aos que estão entrando"  Mt 23:13


Em 1970 meu avô Alexandre Jacob, teve um sonho entrando na igreja católico de Frutuoso Gomes-rn e vindo ao seu encontro o Frei Damião no qual era devoto, o  mesmo  lhe  dizia: “Alexandre seja crente e não incrédulo!” a partir deste sonho procurou uma igreja evangélica assembléia de Deus e levantou a sua mão “aceitando Jesus” como seu Salvador, eu ainda era uma criança não entendia aquela mudança, e passei também acompanhá-lo naquela caminhada.
 Era ainda o tempo que crente só assembleiano, como que a igreja assembléia de Deus tivesse uma procuração exclusiva para pregar o evangelho e falar sobre salvação, os irmãos batista para nós na época não era crente, lembro-me que os meus pais anteriormente tinha se convertido na igreja batista de serrinha dos pintos-martins rn, uma senhora por nome de irmã Heronildes  uma certa vez me encontrou na beira de um rio me perguntou:
- Moises é verdade que agora você vai ser da igreja batista? E eu prontamente disse:
- não! na igreja batista só tem largatixa. Eu era apenas um criança que não sabia o que estava falando, pois acreditava que certa era apenas minha igreja, e me lembro que foi dessa forma de pensar que cresci na assembléia de Deus e convivi com muitos irmãos que tinha essa mesma visão principalmente os do interior.
Hoje com 44 anos muitas coisas se passaram e com os ensinamentos dos meus pais e estudando a bíblia aprendi que a salvação só através de Jesus, igreja nenhuma salva, continuo sendo assembleiano e os assembleianos de hoje não pensam como no passado, hoje já temos curso teológico para obreiros, culto de ensino e não de costumes, pastores formados nas mais diversas áreas, ricos, pobres etc.
Sou um discipulador  e um domingo fui substituir um professor que faltou na classe dos senhores, o titulo da lição: “a vida do novo convertido”  comecei perguntando a classe o que era o novo nascimento, após os comentários, um senhor disse que há muitos anos evangelizava em vários lugares e falou a respeito da Salvação, aceitação de Jesus, fiz um pergunta: “ se uma pessoa foi evangelizada(a semente, a palavra de Deus foi plantada)  porém rejeitou naquele momento o convite feito para que ele aceitasse Jesus como salvador, mas a pessoa evangelizada ficou doente para a morte, e no sofrimento lembrou-se das palavras do homem que falou de Jesus e de salvação para ele, agora ele pediu a Jesus perdão pelos seus pecados, reconhecendo Jesus como senhor da sua vida, mas em seguida passando para eternidade, essa pessoa foi perdoada por Jesus? ela pode obter a salvação da sua alma?” a maioria disse que sim, e citou inclusive o perdão do ladrão na cruz ao lado de Jesus que reconheceu que Jesus era inocente, mas para minha surpresa um amado disse:
- “Não! pois ele não confessou aos homens que aceitava Jesus como seu salvador” e para refutar o perdão do moribundo ainda citou Romanos 10:9 “a saber: se com tua boca confessar ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvos”  e para completar um outro irmão perguntou: sou crente e nunca levantei minha mão e ai? E ele disse: “se não aceitar a Jesus, e não levantar a mão vai para o inferno”. Confesso que fiquei surpreso com o pensamento deste crente, em primeiro lugar o apostolo Paulo fala “confessar  ao Senhor Jesus”  e não aos homens, em segundo lugar levantar a mão nunca foi e nunca será confissão de aceitação de Jesus como salvador e sim um maneira de localizar a pessoa que fez a decisão e fazer uma oração apresentando ao Senhor e nada mais do que isto.
Pensei que esse tipo de crente religioso já não existia mais no nosso meio, pois não é essa a doutrina da igreja, foi os religiosos, os escribas e fariseu que levaram a mulher adultera até a Jesus, e quem eram eles?
Os escribas os doutores da lei criaram o sistema conhecido como o ensinamento dos anciãos, Jesus citou o profeta Isaias para refutar os escribas em Mateus 15:7-9 “Hiprócritas, bem profetizou Isaias a vosso respeito, dizendo: Este povo honra-me com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim, mas em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens”.
Os fariseus? Membro de um grupo de judeus que obedecia às leis religiosas rígidas. Os fariseus viveram na Judéia, Palestina, no tempo de Jesus. Não mantinham relações com os não-crentes ou com os judeus estranhos ao seu próprio grupo. Os fariseus consideravam-se mais justos e santos do que os outros em geral.
Os religiosos pensam que tem autoridade de condenar ou salvar os outros, olham e julgam conforme a aparência acha demasiadamente corretos, a sua opinião são irrefutáveis, interpreta a bíblia conforme o que pensam, são legalistas. Amados nenhum religioso ou qualquer pessoa cristã tem qualquer autoridade para condenar ao inferno ou levar-lo ao céu, quem morreu na cruz do calvário para libertar o homem da escravidão do pecado foi Jesus, isto significa que a salvação é individual e não depende de denominação, pastor ou qualquer pessoa, não importa que você seja dizimista ou não, a salvação não se compra com moeda corrente de uma nação, porque a salvação não tem preço, ela já foi pago com preço de sangue.
 No Reino de Deus haverá surpresa como Jesus disse: “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas? E, então, lhe direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.” Mt 7:22,23  dentro das igrejas estão cheias de fariseu e hipócritas, que na igreja é santo e fora vive uma vida que não condiz com a vida de cristão. É por isto amado leitor Cristão Sim, Religioso Não!

MARANATA!
Por  Moisés Jacob.


Bibliografia:
Bíblia de Estudo Pentecostal