quinta-feira, 25 de novembro de 2010

E QUANDO VEM A TEMPESTADE

                        “E eis que, no mar se levantou uma tempestade tão grande, que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo” Mateus 8:24.   Essa era um situação de muito medo que os discípulos de Jesus estavam vivenciando, eles eram incapazes de sozinhos resolverem aquela situação, ao perceberem que iam perecer não tiveram duvida e chamaram Jesus para ajudá-los: “Senhor salva-nos que perecemos” MT 8:25b era iminente a certeza do fracasso, o medo  traz derrota,  desanimo e a consequência disso é o total fracasso.
              Apesar dos percalços que muitas vezes enfrentamos na vida, não podemos de forma nenhum deixar que o medo domine a situação, o crente tem que ter , para enfrentar e vencer qualquer obstáculo, Jesus respondeu ao clamor dos seus discípulos: “porque temeis homens de pequena fé?” MT 8:26b quando vem a tempestade as forças de muitos se acabam, enfraquecem, criam uma expectativa de fracasso, perdem a fé e a esperança, mas no caso dos discípulos, Jesus estava dormindo na popa do barco, era fácil gritar por socorro; “Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e segui-se grande bonança” MT 8:26c em seguida vermos que os discípulos admirados com ação do mestre disse: “Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?”MT 8:27b andavam com Jesus, eram seus discípulos porém desconhecia o poder do mestre.
              Quantos vivem nesta situação hoje em dia, vive na igreja, louvam a Jesus, mas desconhece o seu poder e a suas promessas, não tem intimidade com ele, o apostolo Paulo escrevendo aos Romanos diz: “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a gloria que em nós há de ser revelada”. Rm 8:18.  Muitos vivem uma vida miseráveis de fatigas espirituais, perderam a ESPERANÇA, outro fator importante na vida do crente. Jó mesmo no sofrimento disse: “Eu sei que o meu redentor vive, e por fim se levantará sobre a terra” Jó 19:25  a fé e a esperança estavam patentes na declaração do patriarca, ele sabia que apesar do seu estado de miséria Deus não tinha o abandonado. O salmista Davi declarou: “Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor” salmo 40:1. PACIÊNCIA é perseverar, ter convicção sabendo que o socorro vem, não na hora que queremos, mas quando for o tempo de Deus na nossa vida.

Bibliografia: Bíblia de Estudo Pentecostal.